terça-feira, 27 de abril de 2010

PROGRAMAÇÃO DO PRÓXIMO FASHION RIO E SPFW

A organização do Fashion Rio e do SPFW divulgou, no início da noite desta segunda (26), as programações das duas semanas de moda. A Luminosidade, empresa de Paulo Borges que assumiu o evento carioca em 2009, decidiu mandar o comunicado sobre as duas fashion weeks de uma só vez, com um "lineup" em seguida do outro. Clique a seguir nos nomes dos eventos e veja a programação completa do Fashion Rio e do SPFW.
Entre as novidades cariocas de passarela, Maxime Perelmuter está de volta à frente da grife British Colony. Na moda praia, a grife Triya, que havia desfilado no Rio Summer, agora integra o calendário do Fashion Rio. Lucas Nascimento, especialista em tricô, Andrea Marques e a marca de acessórios New Order, que fizeram sua estreia na edição passada, desfilarão novamente. Já o pernambucano Victor Dzenk, talento mais conceitual do Fashion Rio, embora esteja na lista enviada pela assessoria, trocará o desfile pela participação no Fashion Business, a antiga bolsa de negócios da fashion week carioca, que agora funciona de maneira independente, sobe o comando de Eloysa Simão.
Em São Paulo também há novidades. Fernanda Yamamoto, pupila do talentoso estilista Jum Nakao, faz estreia no principal evento de moda do país. O mesmo acontece com Adriana Degreas, que curiosamente preferiu estrear sua moda praia chique em São Paulo e não no Rio (em entrevista, Paulo Borges afirma que as grifes de moda praia deveriam se concentrar no Fashion Rio até 2011).
João Pimenta, destaque na Casa de Criadores, agora mostrará sua moda masculina teatral no SPFW. E a portuguesa Ana Salazar, que já desfilou no evento sem causar grandes emoções, voltará a integrar a programação da fashion week de São Paulo.
Veja a programação completa:

 SÃO PAULO FASHION WEEK

9/6 - QUARTA
15h - Forum Tufi Duek
16h - Erika Ikezilli
17h30 - Priscila Darolt
19h - Rosa Chá
20h15 - Reserva
21h30 - Cia Marítima

10/6 - QUINTA
12h30 - Iódice
15h - Ellus
17h - Água de Coco por Liana Thomaz
18h - Alexandre Herchcovitch (feminino)
19h - Cori
20h - Osklen
21h15 - Triton

11/6 - SEXTA
11h - Cavalera
12h30 - Alexandre Herchcovitch (masculino)
15h30 - Maria Bonita
16h30 - Wilson Ranieri
17h30 - Movimento
18h30 - Simone Nunes
19h30 - Samuel Cirnasnck
21h - FH por Fause Haten

12/6 - SÁBADO
13h15 - Reinaldo Lourenço
15h30 - Jeferson Kulig
16h30 - Animale
18h30 - Ana Salazar
20h - Adriana Degreas
21h30 - Lino Villaventura

13/6 - DOMINGO
12h - Do Estilista
14h30 - Neon
16h - João Pimenta
17h - Paola Robba
18h - Amapô
19h - Mario Queiroz
21h - Colcci

14/6 - SEGUNDA
13h15 - Gloria Coelho
15h30 - Carlota Joakina
17h - Ronaldo Fraga
18h - Fernanda Yamamoto
19h - V. Rom
20h15 - André Lima



FASHION RIO

27/5 - QUINTA

16h - Walter Rodrigues
17h - Nica Kessler
18h - Mara Mac
19h30 - Salinas
20h30 - R.Groove
21h30 - Acquastudio

28/5 - SEXTA
15h - Redley
17h - Claudia Simões
19h30 - Totem
20h30 - Graça Ottoni
21h30 - Lenny

29/5 - SÁBADO
16h - Cantão
17h - Tessuti
18h - Printing
19h - Maria Bonita Extra
20h30 - Ausslander
21h30 - Alessa

30/5 - DOMINGO
12h - Blue Man
16h30 - Filhas de Gaia
18h - Cavendish
19h30 - Melk-Zda
20h30 - Oestúdio
21h30 - TNG

31/5 - SEGUNDA
16h - Giulia Borges
17h - Patachou
18h - British Colony
19h - Juliana Jabour
20h15 - Espaço Fashion
21h30 - Carlos Tufvesson

1/6 - TERÇA
16h - Triya
17h - Lucas Nascimento
18h30 - Andrea Marques
19h30 - Têca
20h30 - New Order
21h30 - Isabela Capeto

Fonte: UOL Estilo (Alexandre Schneider - 26/04/2010)

sábado, 24 de abril de 2010

PREPARE-SE PARA A EXPLOSÃO DE OLHOS INSONES E VESTIDO AZUIS

Separe a maquiagem e prepare o guarda-roupa: se neste final de semana seu programa for assistir a “Alice no País das Maravilhas” (a estréia brasileira aconteceu neste feriado do dia 21/4), há chances consideráveis da estética do filme dirigido por Tim Burton mudar seus desejos de moda e beleza do momento.
Olhos charmosamente insones e versões entre quase inocentes, românticas e até sexies (a protagonista agora tem 19 anos) do famoso vestido azul de Alice estão entre os hits de estilo desta nova leitura cuja caracterização é fruto da parceria entre Valli O’Reilly, responsável pela maquiagem, Terry Baliel, que assina o cabelo e Colleen Atwood, com o trabalho de recriar os figurinos do clássico livro de Lewis Carroll, lançado em 1865, para um conto de fadas “a la” Tim Burton. O resultado deveria, claro, incluir o clima sombrio e fantástico característico da assinatura cinematográfica do diretor.
Para ver a inspiração do figurino do filme e algumas peças, que já estão à venda, por aí, acesse o link http://estilo.uol.com.br/moda/album/alicenopaisdasmaravilhas_timburton_album.jhtm



Fonte: UOL Estilo - CAROLINA VASONE - 22/04/2010
Para ler a matéria completa, clique aqui
http://estilo.uol.com.br/moda/ultnot/2010/04/22/assista-a-alice-no-pais-das-maravilhas-e-prepare-se-voce-vai-querer-ter-olhos-insones-e-vestidos-azuis.jhtm

MERCADO MUNDO MIX REALIZA PRIMEIRA EDIÇÃO EM 2010

A primeira edição deste ano do Mercado Mundo Mix acontece nos dias 24 e 25 de abril, trazendo marcas nacionais como Fulaninha, Clube das Camisetas, Karina Caldeira, Gatamia, Ohm e Minha Mãe Que Fez. A feira também irá sediar o lançamento da grife “CT Cohab Wear” e a eliminatória do campeonato de cosplay WSC Brasil 2010.
“CT Cohab Wear” é o nome de uma marca de camisetas que nasceu dentro de um projeto da Prefeitura de São Paulo, “Estação da Juventude”, que visa afastar os adolescentes da criminalidade e combater o desemprego através de oficinas de arte e cultura na Cidade Tiradentes. A intenção dos jovens estilistas é vender as camisetas a preços adequados ao orçamento dos jovens que vivem no bairro.
Para os que não estão interessados em fazer compras, o Mercado Mundo Mix oferece também música ao vivo, performances e diversas formas de manifestações artísticas urbanas.

SERVIÇO
Quando: 24 e 25 de abril, das 12h às 21h
Onde: Club Homs (Av. Paulista, 735.)
Quanto: R$ 5

(Fonte: UOL Estilo Moda - 22/04/2010 - 17h06)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

"FOLHA DE SÃO PAULO" ORGANIZA SEMINÁRIO SOBRE CONSTRUÇÃO DE MARCAS DE MODA BRASILEIRA



Marcas brasileiras de sucesso comercial como Iódice, Havaianas e Osklen participarão do seminário “Construindo Marcas de Sucesso na Moda”, que acontecerá nos próximos dias 27 e 28 de abril no teatro do hotel Renaissance, em São Paulo.
Organizado pela Folha de S.Paulo, o evento terá abertura de Alcino Leite Neto, ex-editor de moda da Folha e atual editor do Publifolha, e abordará a história de cada grife, as dificuldades e as saídas para os momentos de crise, as estratégias de expansão e marketing, a relação com o público-alvo e os planos de futuro das marcas.
Os palestrantes foram escolhidos, segundo a organização do seminário, pela importância das grifes que representam. Com perfis variados, as marcas devem revelar suas visões de mercado e de moda no Brasil e, em alguns casos, no mundo. Luís Fernando Justo, CEO da Osklen, por exemplo, falará sobre as estratégias da grife carioca que começou na linha do sportswear confortável e hoje é considerada uma das marcas com mais conceito de moda do Brasil, com lojas em cidades como Milão e Nova York. Também carioca, a Farm é um caso de sucesso de vendas com hits de moda a preços mais acessíveis, num conceito parecido com os dos "fast fashions" estrangeiros, como a espanhola Zara e a sueca H&M (sem loja no Brasil).
Para os interessados, o valor da inscrição para os dois dias é de R$ 590. Abaixo, veja a programação completa do seminário.

TERÇA, 27/4

8:30 às 9:00 - Credenciamento e welcome coffee
9:00 às 9:20 - Abertura: Alcino Leite Neto
9:20 às 10:10 - Luis Justo, CEO da Osklen
10:10 às 11:00 - Marcio Utsch, presidente da Alpargatas, fala sobre a marca Havaianas
11:00 às 11:40 - Coffee Break
11:40 às 12:30 - Ricardo Ferreira, sócio da Richards
12:30 às 13:20 - Valdemar Iódice, dono e diretor criativo da Iódice
13:20 às 13:30 - Encerramento - Luiz Antonio Secco


QUARTA, 28/4

8:30 às 9:00 - Credenciamento e welcome coffee
9:00 às 9:45 - Katia Alfradique, diretora comercial da Animale
9:45 às 10:30 - Marcello Bastos, sócio da Farm
10:30 às 11:15 - Nelson Alvarenga, dono da Ellus
11:15 às 11:55 - Coffee Break
11:55 às 12:40 - Rony Meisler, sócio da grife Reserva
12:40 às 13:25 - Mario Queiroz, estilista e dono da grife Mario Queiroz
13:25 às 13:30 - Encerramento - Luiz Antonio Secco

Serviço:
O que - Seminário "Construindo Marcas de Sucesso na Moda"
Quando - 27/4 e 28/4, das 9h às 13h30
Onde - Teatro do hotel Renaissance, alameda Jaú, 1620, São Paulo, SP
Quanto custa - R$ 590 pelos dois dias (estudantes pagam meia entrada)
Inscrições pelo telefone 0800 777 0360 e pelo site  http://www.folha.com.br/moda

(Fonte: UOL Estilo Moda - 19/4/2010)

quinta-feira, 8 de abril de 2010

MUITO É MENOS

Nessa onde de "muito é menos", o vídeo a seguir reflete bem essa idéia: cores, forma, música, cantora...tudo é muito, mas gostoso de ver!

ÍCONES DA MODA BRASILEIRA

Semana passada finalizei as aulas do meu módulo, no curso técnico de estilo e coordenação de moda do SENAC, solicitando um trabalho aos meus alunos, que versasse sobre um profissional de moda, cuja trajetória tivesse sido de grande valia à área, interferindo diretamente, no desenvolver da mesma, mudando assim o paradigma de pensar moda no Brasil. Entre estes, sorteei para um dos grupos, Marília Valls, grande profissional de expressão nacional, que inaugurou o ready to wear nacional ou fast fashion, como alguns preferem.
Bem, a surpresa, de forma ruim, diga-se de passagem, foi a de que os alunos, literalmente, penaram para encontrar alguma coisa sobre ela. Não fosse um livro, que lhes emprestei, escrito pela jornalista Ruth Jofilly, eles estariam sem nenhuma informação a seu respeito.
Outros grupos viveram semelhante via crucis para encontrar informações sobre Zuzu Angel e Gil Brandão.
Isso me levou a refletir, que assim, como em outras áreas, na moda, também, o Brasil vive cambaleando, em termos de valorizar o que é da terra. Muito mais fácil buscar lá fora, quando, aqui, há um pulular de referências, de comportamento de moda, tanto no passado, quanto gente transformando o presente e, ainda, outros preparando o futuro.
Ufanismo, à parte, que tal abandonarmos essa peja de coloniados e passarmos de vez a olhar, aqui, para o que temos de bom? Olhar para o próprio umbigo, às vezes, faz um bem danado!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

PANFÁSTICO

Um amigo, me enviou essas imagens e eu simplesmente A-D-O-R-E-I. Decidi postá-las, porque, ao vê-las, me dei conta, que quando a gente acha, que não há mais nada a ser inventado,  aparecem essas surpresas maravilhosas, ora criadas, ora adaptadas, ensinando-nos, que a criatividade humana é infinita e, melhor, surpreendente. O que dizer da piscina, em forma de zíper, ou da escada-escorregador?












































terça-feira, 6 de abril de 2010

FREDDY KRUEGER AGAIN!

Os anos oitenta estão de volta, novamente, à estética da moda. E como tal o cinema, ainda, que não determinante (veja post de 15 de março: http://amejeans.blogspot.com/2010/03/tendencia-de-comportamento-de-moda.html), também aderiu à idéia.
Exemplo forte é a estréia,  no dia 07 de maio, da refilmagem do clássico de terror,de 1984, de Wes Craven, que conta a história de Freddy Krueger (Jackie Earle Haley), assassino que ataca suas vítimas com uma luva com lâminas, durante seus sonhos, mas que acabam morrendo na vida real também.
Quem está na casa dos quarenta, se prepare e se delicie,  pois o terror é o mesmo, mas com efeitos muitos mais convincentes.
Aos fashionistas de plantão, coloquem suas camisetinhas listradas e força no carão, porque lá vem Freddy Krueger!
Detalhe: Não preguem seus olhos jamais! O próximo pode ser você!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

BLAZER E PALETÓ: DIFERENÇAS

Embora sejam semelhantes, há mais oposições entre eles, de que se supõe. Descubra as diferenças entre o blazer e o paletó,  e aprenda a usar a peça de maneiras diferentes.
“O blazer é mais casual, diferente do paletó que é formal e faz parte do costume (paletó+calça) ou terno (paletó+calça+colete), ambos [costume e terno] com a mesma padronagem e tecido”, explica Franco Mazzei.
De uma forma geral, um paletó pode se transformar num blazer se usado com calças de diferentes padronagens, porém, um blazer nunca vai virar um paletó. Existem blazeres mais clássicos, como o azul-marinho, que combina com calças de alfaiataria a calças jeans e podem ser usados o ano todo, e os xadrezes de lã, próprios para o inverno e mais esportivos, ótimos para usar com calças jeans, chino e veludo.
De acordo com Mazzei, um blazer é composto das seguintes partes e cada uma delas tem características específicas que devem ser levadas em conta na hora de comprar um blazer:

Imagem mostra as partes que compõem um blazer


1. Lapela: mesmo que a moda indique uma tendência para lapelas mais estreitas, a gola do blazer deve ser escolhida de acordo com o tipo de corpo. Exemplo: se você tiver um peito grande, escolha uma lapela média ou mais larga. Se ao contrário, você é magro, opte pelas lapelas mais finas.
2. Manga: ela deve ultrapassar apenas um pouco o ossinho do pulso, deixando aparecer o punho da camisa. O comprimento da manga do blazer costuma ser um pouco mais curto do que o do paletó, mas é o tipo de ajuste que pode ser feito na maioria das lojas onde são encontrados blazeres prontos. No caso do blazer feito sob medida por um alfaiate, esta é uma decisão que é levada em conta na hora em que se tiram as medidas.
3. Ombros: quando experimentar um blazer, ele deve encaixar bem nos seus ombros, já que é uma parte que não pode ser ajustada. Comprimento de ombro muito curto vai prejudicar seus movimentos, assim como se a cava do blazer for maior que seu ombro, vai comprometer o caimento do blazer.
4. Comprimento: deve ficar um pouco abaixo da base das nádegas. Na hora de experimentar, use a mão levemente fechada para saber o comprimento exato. Os dedos devem encostar levemente na barra. No blazer a barra pode ser um pouco mais curta que um paletó, principalmente nos modelos mais esportivos e voltados para um público mais jovem.
5. Silhueta: evite modelos muito quadrados, preferindo aqueles mais acinturados. O ideal é que o blazer defina melhor sua silhueta, porém sem que fique apertado demais. Leve em consideração o tipo de corte na parte de trás do blazer. Tem os modelos com um único corte central, mais tradicional. Observe esta parte parado, porque o corte não deve ficar aberto demais. Neste caso, não é o modelo ideal para você. Prefira então os modelos com dois cortes laterais, um de cada lado.
6. Abotoamento: os brasileiros preferem os modelos de três botões porque alongam a silhueta, mas o modelo mais em evidência hoje em dia e o que combina bem com o espírito casual do blazer é o de dois botões. A versão de um botão é uma ótima opção para os blazeres de inverno em lã de padronagem xadrez. Muitas marcas ensaiam a volta do jaquetão, mas ainda não pegou de fato. Lembre-se sempre da regra de abotoamento: o último botão localizado na parte de baixo, tanto nos modelos de três ou dois botões, nunca deve ser abotoado.
Uma dica geral que Mazzei dá para saber se um blazer está bem feito ou não é observar se não há dobras no meio das costas ou se a costura central não se deforma, formando um pequeno “s”. Estes são sinais claros de que o blazer tem problemas de modelagem. O caimento na parte de trás deve ser uniforme e sem nenhum tipo de vinco ou dobra.
O especialista recomenda o uso de tecidos com fibras naturais na confecção da peça: “no Brasil, onde mesmo no inverno dificilmente faz muito frio, o mais indicado é a lã fria super tropical e os tecidos de lã fria importados”.

Fonte: UOL estilo